• Rosana Parede

Medo profundo: o segundo ataque. Mais um filme frustrado sobre tubarão?



Seguindo o subgênero criado a partir do original de 1975, Medo Profundo apresenta uma história clichê de um grupo de meninas adolescentes que resolve fugir de uma excursão de escola para fazer uma visita a uma cidade Maia submersa, no México, e acabam se envolvendo em uma aventura sem volta.


Usando a receita básica do suspense, o diretor determina o tempo de sobrevivência no momento do mergulho indicando 100% de oxigênio no mostrador de um relógio. Em pequenas informações, os roteiristas informam como funciona o equipamento e onde elas poderiam encontrar bolsões de ar para sobrevivência durante o percurso, deixando mais evidente a falta de domínio do grupo com seu funcionamento. As máscaras de mergulho e as falhas no som e na comunicação, garantem a sensação claustrofóbica causada em todo o tempo do filme.

Mesmo sem experiência (e equipamento adequado), a turma chega rapidamente à cidade e descobre uma espécie de peixe sem olhos, que se desenvolveu no profundo escuro devido a baixa quantidade de luz nas cavernas. Aliás, o aparecimento desse peixe rende um jump scare um tanto curioso, causado por um grito, que evidencia a utilização de sons altos e artificiais na tentativa de assustar o espectador. A partir daí, já podemos prever o que o filme tem a oferecer.

Propositadamente ou não, o desespero e a desorientação na hora da fuga são muito bem transmitidos na narrativa. O jogo de esconde-esconde proposto por um tubarão cego às meninas as conduz cada vez mais para um caminho sem saída.


Apesar de algum suspense gerado em determinados momentos, o filme segue uma linha muito tênue com a comédia (me diverti muito), conduzindo o espectador a um final bom ou ruim baseado em sua própria experiência.


Se você espera um filme de suspense e terror com muito sangue e excelentes efeitos especiais, com certeza terá uma decepção. Mas se for de coração aberto pode lhe render uma boa diversão e final surpreendente, com direito à câmera lenta aleatória e m plot twist inacreditável.


Nota: 3/5


Confira o Trailer:

#medoprofundo #parisfilmes


© 2018 por Todas Geek. 

  • Facebook Todas Geek
  • Instagram Todas Geek