O Rei De Roma: o guru dos negócios que você não precisava


Uma comédia Italiana capaz de transformar um verdadeiro homem em um homem de negócios. O Rei De Roma é um filme do diretor Daniele Luchetti, que trás a história de Numa Tempesta (Marco Giallini), um empresário ganancioso capaz de fazer qualquer coisa para manter seu status de "Homem Bem Sucedido". Após infringir uma lei fiscal e ser pego em uma negociação ilegal, Tempesta é condenado a pagar sua pena em prisão domiciliar e serviços sociais em uma casa de auxílio a pessoas carentes. É nesse ambiente completamente diferente do que estava acostumado que ele tem muito para aprender sobre paciência, resiliência, humildade, além de respeito e compaixão pelo próximo.

O personagem Numa Tempesta apresenta um comportamento egoísta, pensando em obter vantagem em absolutamente todas as coisas em que se envolve. É exatamente por isso que ele é contrastado com a personagem Angela (Eleonora Danco), uma mulher bastante simples e humilde que é a responsável pela casa de reabilitação que ele esta. Ao conviver de forma hostil com aquelas pessoas simples, pobres e humildes, Numa tem uma brilhante idéia que pode o libertar mais rapidamente dessa condenação, ao apresentar essa ideia para as pessoas daquele ambiente, à principio ele é odiado, mas o seu forte discurso é capaz de convencer e principalmente despertar o espírito empreendedor dentro de cada um.


Ao longo da trama podemos perceber os conflitos internos do personagem e também como esses conflitos se manifestam exteriormente através de suas atitudes. Com um plot twist bem construído pelo roteirista o filme faz com que nos identifiquemos com Tempesta, porque todos temos a oportunidade de nos observarmos e identificar nossos conflitos e qualidades como pessoa. Esse tipo de filme é muito interessante porque nos faz refletir sobre nós mesmos, e de forma bastante inteligente, através da comédia, nos deixa ainda mais interessados e atentos aos detalhes do filme.

A principal lição aprendida é que juntos somos mais fortes e capazes de traçar as prioridades da vida, e que todos temos potenciais a desenvolver como empreendedores de nós mesmos, e nem tudo o que vemos significa realmente ser "Bem Sucedido". Apesar de não conter nenhuma técnica especial de produção audiovisual e nem uma fotografia artística, O Rei de Roma cumpriu seu papel como comédia/Dramática. Essa história tem o poder de nos prender, trazer boas risadas, e para aqueles que querem assistir um filme pipoca, ta aí uma boa pedida!


Nota 4/5

Assista ao trailer:

#oreideroma #diamondsfilmes #cinema #critica

© 2018 por Todas Geek. 

  • Facebook Todas Geek
  • Instagram Todas Geek