• Marília Folgoni

"Playmobil, o Filme" : Diversão para toda a família

“Playmobil – O filme” é o primeiro filme com a assinatura de Lino DiSalvo como autor e diretor, ainda que já o “conhecêssemos” como animador do consagrado “Frozen: Uma Aventura Congelante”, também “Enrolados” e “Bolt – Supercão”. O filme, baseado nos brinquedos “Playmobil” vai ao ar no dia 12 de dezembro e conta a história dos irmãos Marla (Anya Taylor-Joy – “A Bruxa”) e Charlie (Gabriel Bateman – “Quando as luzes se apagam”), que a princípio são muito ligados, mas uma tragédia familiar faz mudar a dinâmica da convivência deles.

O relacionamento, então, é colocado em prova quando ambos transformam-se em bonecos Playmobil por magia, e embarcam em uma aventura para encontrar um ao outro nessa “sociedade” de brinquedos vivos.


O filme pode ser configurado inicialmente como “familiar”, animação misturada com live-action e musical, no entanto são tantos “sub-gêneros” que é preciso rever para identificar todos os detalhes. Percebemos narrativas paralelas durante a busca de Marla por Charlie, como ação “espionagem”, contos de fada, vikings, piratas, épicas etc. E todas se interligam de forma concisa, mostrando as inúmeras possibilidades que se pode fazer por tratar-se de um filme baseado em um brinquedo com a premissa de montar cenários, escolher personagens, imaginar uma estória, brincar. Durante a coletiva de imprensa com o diretor, algumas dessas motivações narrativas foram colocadas em pauta, e assim descobrimos que o diretor colocou muitas de suas memórias infantis, além de observar seus filhos brincando com Playmobil, resultando em muita magia: personagens usam “encantamentos” para voar, diálogos cantados, enfim, todo tipo de “absurdo maravilhoso” que vemos em brincadeiras de crianças.


No filme, identificamos a presença de alguns elementos nostálgicos dos anos 80, como “Goonies” – piratas, navios, aventura com amigos – por exemplo, que pode se relacionar ao fato do brinquedo ter seu ápice nesta época, e de um fenômeno audiovisual que vem remetendo à produções desta época, como “Stranger Things”, “It, a coisa”, “Dark”, entre outras releituras e referências. Por isso, pode ser divertido ver “Playmobil- O Filme” reunindo toda a família, onde os pais podem contar às crianças sobre suas vivências com o brinquedo, e as crianças podem se identificar com o imaginário da narrativa.


Nota: (4/5)

Assita ao trailer:


#parisfilmes #cinema #critica

© 2018 por Todas Geek. 

  • Facebook Todas Geek
  • Instagram Todas Geek